Fui inspirada pelos posts sobre Lily Allen e Marina Diamandis da Anna e resolvi fazer algo parecido. Não é novidade pra ninguém que passar da infância pra fase adulta, por meio da adolescência, é uma coisa meio complicada, mas música é uma das coisas que para várias pessoas faz esse processo acontecer com mais facilidade. Então, sejam apresentados à adolescência como vocês nunca viram antes: de acordo com Fall Out Boy!

1. Nível de maturidade: Evening Out With Your Girlfriend

O início de tudo, dando bye bye pros dias de criança. As complicações sociais, e até amorosas, quem sabe, começam dando a impressão de que estamos sozinhos nessa. Todo mundo é um pouco ridículo nessa fase até porque, com os resquícios da infância, os questionamentos ainda são primitivos. Aquela fasezinha engraçada de se ver de longe.

“Growing up, whoa-oh-oh, I guess I’m my own better half, whoa-oh-oh, I guess I’m my own better half, whoa, yeah, I guess I’m on my own”

2. Nível de maturidade: Take This To Your Grave

A responsabilidade começa a ser mais aproveitada, as amizades se formam com mais força. É uma fase ótima se você sabe aproveitar. Apesar dos questionamentos ainda estarem fortes, não há muito o que se preocupar, porque você está um pouco perdido, mas todos a sua volta também estão, não é?

“I’m good to go for something golden, though the motions i’ve been going through have failed and I’m coasting on potential towards the wall at a 100 miles an hour”

3. Nível de maturidade: From Under The Cork Tree

Uma das “fases negras” do processo: você se questiona cada vez mais e mais, se sente cada vez mais sozinho e às vezes se afasta até mesmo dos amigos que achava que era próximo. A sensação de que tudo está ficando cada vez pior vai aumentando, ao mesmo tempo que você se depara com mais dúvidas sobre quem você é.

“We’re going down, down, in an earlier round, and sugar, we’re going down swinging”

4. Nível de maturidade: Infinity On High

A época considerada mais popzinha do FOB antigo não podia representar outra coisa: a felicidade depois de passar por tempos turbulentos. Claro que as dúvidas permancem, mas você começa a se acostumar com isso e percebe que não tem como ter certeza de nada. É hora de celebrar a verdade: foi bom que tudo isso passou e você se conhece melhor.

“One night and one more time: thanks for the memories even though they weren’t so great”

5. Nível de maturidade: Folie à Deux

Agora, com uma maturidade maior, você se aceita como realmente é. Sim, você tem pensamentos confusos e sua auto estima não é das melhores, mas você conta com o apoio de seus amigos pra passar pelos desafios da vida, e não tem mais medo de ficar sozinho, até porque você sempre terá a si mesmo. Tem uma certa nostalgia ao olhar pra trás e ver tudo que você já passou.

“I got troubled thoughts and the self esteem to match, what a catch”

6. Nível de maturidade: Save Rock And Roll

É hora de se assumir com todas as forças, do jeito que você é. Você deixa a baixa auto estima de lado e percebe o poder de suas atitudes. Isso pode parecer um perigo, principalmente porque é impossível ter certeza do que se está fazendo, mas se você for uma pessoa boa, tudo dá certo no final, não é mesmo? So, put on your war paint!

“Wherever I go trouble seems to follow, I only plugged in to save rock and roll”

Quem tem mais de 18 anos, teve a adolescência em 2008/2009/2010, e assim como eu, curtiu como se não houvesse amanhã as bandas brasileiras que estavam bombando na época, principalmente em Rio e São Paulo . Tinha show todo final de semana, com várias bandas ótimas, e vários lugares que a gente se encontrava com os amigos para curtir show de X bandas. Infelizmente, a cena nacional ficou apagada, houve uma invasão de bandas gringas no Brasil e ficou cada vez mais difícil shows de bandas relativamente “pequenas” comparadas a bandas internacionais e pronto.. já era a cena.

show2

Mas.. NEM TUDO ESTÁ PERDIDO! Ultimamente está tendo uma leva de bandas incríveis no Brasil, e o foco saiu de Rio/SP/Sul e alcançou outros lugares, outros estilos, e aquilo de “o rock acabou melhor ligar sua TV” é mentira, e para provar isso, fiz uma “playlist” algumas bandas que eu gosto, para compartilhar e ver o que vocês acham!
Leia mais >

Ouvindo um pouco de musica hoje a tarde resolvi fazer um post pra vocês com os meus covers preferidos de todos os tempos. Talvez vocês conheçam alguns, mas aqui vão as musicas que ficaram melhores depois que regravadas por alguém!

THE WHITE STRIPES, Jolene

A musica é originalmente da Dolly Parton e por isso tem uma pegada meio country, como vocês podem ver. Já a versão do The White Stripes, é bem mais melancólica e pesada, o que fez com que a mensagem da musica fosse melhor transmitida.

Leia mais >

Pra você que nasceu nos anos 90 e teve sua adolescência nos anos 2000, você vai gostar muito desse post. Separei umas curiosidades sobre os filmes que marcaram a adolescência de quem nasceu nos anos 90, e que todo mundo deveria ver.

A Nova Cinderella (2004)

♡ Quem foi cotado pra interpretar o maravilhoso Austin não foi Chad Michael Murray, e sim Rupert Grint, que recusou o papel por estar gravando Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban.

♡ Hilary Duff só aceitou o papel principal do filme porque Cinderella foi o conto de fadas favorito dela na infância.

♡ As unhas postiças de Fiona foram coladas com fita adesiva porque a atriz é alérgica a cola.

anigif_enhanced-buzz-30654-1407849520-4

Leia mais >